A terapia pode ajudar pessoas que têm medo de dirigir?

19/05/2022 | Autoconhecimento, Comportamento

O medo de dirigir não é um problema sem solução. Muito pelo contrário! A ajuda especializada é a melhor forma de desenvolver ou de devolver à pessoa a autonomia necessária para ligar o carro e se deslocar pela cidade com segurança e tranquilidade.

Na prática, assim como qualquer trauma, o medo de dirigir pode ter diferentes origens.

Em muitos casos, esse receio de assumir o volante fica atrelado à amaxofobia, nome técnico da fobia que provoca o medo irracional de dirigir. Às vezes, ela surge após momentos de extremo susto, como acidentes ou vivência de situações de risco. Assim, a ideia de sentar-se no banco do motorista provoca mudanças no corpo, como falta de ar, dor no peito, tremores, entre outros sintomas.

Porém, há ainda a possibilidade de a amaxofobia estar relacionada às experiências passadas na infância. 

 

Como a terapia pode auxiliar as pessoas que têm medo de dirigir?

Durante as sessões de terapia, o profissional oferece ao paciente alguns caminhos para tratar traumas do passado, fazendo com que ele ressignifique esses momentos e passe a ter mais qualidade de vida.

No caso do medo de dirigir, são identificadas as justificativas que a pessoa dá para adotar este comportamento. Uma delas é a possibilidade de situações ou de acidentes que não acontecem ou nunca aconteceram.

LEIA MAIS: Como trabalhar a autoconfiança e ser mais feliz

 

Há pessoas que desenvolvem o medo de dirigir após acidentes ou sustos mais graves, como caminhões que fecham o veículo e derrapagens na pista. Assim, o receio se justifica por conta dessas situações extremas.

A origem desse medo pode estar associada também com traumas mais recentes e até mesmo experiências na infância. Presenciar um acidente de trânsito ou viver perdas decorrentes de acidentes, seja de parentes próximos ou colegas, pode dar origem à fobia de dirigir. As falas e brincadeiras de pais para filhos também podem provocar o medo de dirigir.

Indo além do medo em si, essa fobia também se relaciona a outros distúrbios, como a ansiedade, que abre portas para outros sintomas, como a falta de ar, o descompasso de pensamentos e a palidez repentina.

Em todos os casos, o tratamento se mantém o mesmo: a busca da ajuda especializada. A partir das sessões comandadas pelo psicólogo, é possível determinar a origem do trauma, entender o porquê do medo de dirigir ser algo tão limitante e como voltar a assumir o volante.

LEIA TAMBÉM: Você tem cuidado da sua saúde mental?

 

Se você busca uma forma de lidar e acabar com a amaxofobia, venha conhecer a clínica de psicologia Desenvolviver.

Criado em 2017, pela psicóloga Fernanda Correa Brito (CRP 06/102387), o consultório de psicologia está localizado próximo ao metrô Santa Cruz, zona sul de São Paulo, e conta com equipe de psicólogas experientes e com diferentes especializações, todas credenciadas no Conselho Regional de Psicologia.

Além do atendimento presencial, a Desenvolviver oferece psicoterapia online. Para agendar a sua consulta, ligue (11) 3539-2939 ou mande um e-mail para recepcao@desenvolviver.com.

Fernanda Brito

Fernanda Brito

Idealizadora e supervisora clínica da Desenvolviver, com especialização em Psicanálise Clínica e forte experiência em psicologia escolar e RH. Também promove palestras em empresas e eventos pelo Brasil, falando sobre temas como ansiedade, depressão, conflitos familiares, estresse pós-traumático, bullying, entre outros.

Newsletter

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.