Terapia para idosos: precisamos falar sobre isso

21/07/2022 | Autoconhecimento

A terapia para idosos é uma alternativa que deveria ser praticada com mais frequência. Isso porque as pessoas da terceira idade às vezes apresentam algum tipo de dificuldade em lidar com acontecimentos passados e podem ter a chance de reavaliar determinadas escolhas.

Ao solucionar conflitos internos e estar verdadeiramente disposto para mudanças positivas, a melhora da saúde mental e, acima de tudo, da percepção das coisas boas da própria vida, são alguns pontos positivos que justificam a busca por ajuda especializada.

Na prática, o idoso revisita sua história e, com a ajuda de um profissional especializado, consegue se sentir mais confortável para lidar com problemas até então crônicos. Com a cabeça mais leve, pode curtir melhor a família, viajar com amigos e outras tantas formas de buscar mais felicidade e qualidade de vida.

Hoje, a terapia para idosos não é um tabu. Pelo contrário, a prática tem sido cada vez mais comum entre os idosos que querem investir em qualidade de vida.

 

Por que a terapia para idosos é tão importante?

A terapia para terceira idade tem um impacto positivo por ajudar a lidar com conflitos internos passados. Ao alcançar a melhor idade, é natural que se acumule tanto sentimentos positivos quanto experiências negativas.

Ambos geram traumas para o bem, com memórias afetivas e positivas, quanto para o mal, como receios e aflições acumuladas por anos a fio. Neste sentido, o trabalho da terapia busca compreender e solucionar esses conflitos internos, permitindo uma vida mais confortável e amistosa em relação à família, amores e amigos.

Naturalmente, o processo de envelhecer gera mudanças. Entre as transformações físicas e sociais, as emoções precisam ser consideradas e solucionadas por sessões junto de uma especialista em terapia cognitiva comportamental.

A partir de sessões e abordagens recomendadas de acordo com os fatores comportamentais do idoso, a psicóloga responsável decide entre técnicas diretiva, com foco no atual problema, estruturada, com processos sequências de melhoria, ou educativa, mostrando ao paciente como solucionar problemas passados.

Em todos os casos, exercitar-se interações do paciente em contextos diferentes do dia a dia e a psicóloga apresenta atividades focadas no desenvolvimento de habilidades sociais.

No fim, a terapia para idosos se mostra a melhor alternativa quando existe um propósito de auxiliar na qualidade de vida. Indo além do uso de medicamentos e tratamentos, a terapia se destaca por ajudas a pessoa em questões relacionadas ao indivíduo em seu íntimo.

Isso resulta na redução de problemas infelizmente comuns em faixas etárias mais altas, como a ansiedade e a depressão. Ao resolver questões pendentes e lidar com traumas ainda presentes, o idoso soluciona sofrimentos e põe fim às dores que o acompanha.

LEIA MAIS: Como identificar e tratar doenças psicossomáticas

 

O impacto na terapia para idoso no convívio familiar

Além disso, vale destacar ainda os benefícios em relação às pessoas ao redor. Quando o idoso segue em contato com a família, a terapia não se limita às vantagens emocionais do paciente e pode tornar o convívio muito melhor.

A terapia ainda evita desgastes e facilita a troca de sentimentos de forma positiva entre idoso e família. Neste sentido, além de melhorar a sensação de bem-estar, o idoso pode experimentar sentimentos e vivências positivas ao lado da família.

Contudo, hoje a principal dificuldade da terapia para idosos é a ideia de pouca ou até mesmo nenhuma necessidade de buscar cuidados em relação à saúde mental.

Muitas vezes, os longos anos de vida do idoso justificam a ideia de que toda a experiência isenta a necessidade de buscar ajuda especializada. Além de ser uma percepção equivocada, esta ideia faz com que a família e o próprio idoso deixem de buscar a terapia.

Hoje, a terapia entre idosos faz parte do processo saudável do envelhecimento e deve ser considerada caso haja o desejo de aproveitar a melhor idade.

LEIA TAMBÉM: Qual o papel da psicoterapia na transição para a aposentadoria?

E se esta é a proposta, nós da clínica Desenvolviver, pode ajudar.

Criado em 2017, pela psicóloga Fernanda Correa Brito (CRP 06/102387), o consultório de psicologia está localizado próximo ao metrô Santa Cruz, zona sul de São Paulo, e conta com equipe de psicólogas experientes e com diferentes especializações, todas credenciadas no Conselho Regional de Psicologia.

Além do atendimento presencial, a Desenvolviver oferece psicoterapia online. Para agendar a sua consulta, ligue (11) 3539-2939 ou mande um e-mail para recepcao@desenvolviver.com.

Fernanda Brito

Fernanda Brito

Idealizadora e supervisora clínica da Desenvolviver, com especialização em Psicanálise Clínica e forte experiência em psicologia escolar e RH. Também promove palestras em empresas e eventos pelo Brasil, falando sobre temas como ansiedade, depressão, conflitos familiares, estresse pós-traumático, bullying, entre outros.

Newsletter

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.