Mudança de carreira profissional: por onde começar?

Mudança de carreira profissional: por onde começar?

A evolução do mercado e a busca pela satisfação pessoal e bem-estar profissional têm feito com que as pessoas considerem – de verdade – uma mudança de carreira profissional. Embora este seja um processo longo e desafiador, também pode ser gratificante.

Não à toa, um levantamento realizado pelo LinkedIn com mais de 23 mil trabalhadores em todo o mundo, revelou que 60% dos trabalhadores brasileiros cogitam mudar de emprego – e 20% já iniciaram as buscas por uma nova posição ou área. Dentre os motivos, estão a falta de reconhecimento e valorização profissional, remuneração abaixo da média e, claro, satisfação pessoal.

Este último ponto, aliás, é o gatilho em muitos casos. Afinal, passamos boa parte do nosso dia e da nossa vida trabalhando e nada melhor e mais justo do que fazer algo que dê prazer.

É inegável, no entanto, que quem opta pela mudança de carreira profissional precisa percorrer um longo caminho. E é sobre isso que falaremos no artigo de hoje.

LEIA MAIS: Transição de carreira após a maternidade: como fazer?

Sinais de que está na hora de mudar

Você certamente conhece algumas pessoas que passaram a vida toda trabalhando na mesma empresa ou desempenhando a mesma função. Também deve conhecer alguém que mudou de área prestes a se aposentar ou logo após deixar a faculdade.

Mas, qual é a hora certa de mudar? Embora não exista uma resposta para esta pergunta, alguns sinais podem indicar que é o momento certo para considerar uma mudança de carreira:

  • Sentir-se constantemente insatisfeito;
  • Estar desmotivado;
  • Não ver perspectivas de crescimento na função atual;
  • Perceber que os valores pessoais não estão mais alinhados com a empresa ou a área de atuação.

Como se preparar para a mudança de carreira profissional?

Toda mudança gera desconforto, em maior ou menor escala. Afinal, quando mudamos, deixamos para trás uma situação confortável e partimos em direção ao desconhecido. Por isso, apostar em algo novo exige resiliência e adaptação.

Quando falamos em mudança de carreira profissional, o caminho pode ser um pouco mais desafiador – mas não impossível!

De um lado estão aqueles que veem na mudança uma oportunidade para recomeçar, respirar novos ares e buscar uma satisfação pessoal e profissional mais plena; do outro, quem encara a ideia de abandonar uma trajetória consolidada para seguir um novo caminho como uma derrota, uma loucura ou desperdício de tempo.

Mas, na verdade, não existe certo ou errado nesse processo. O mais importante é entender e lidar com os sentimentos e trabalhar o emocional.

Por isso, antes de mais nada, é preciso reconhecer que mudar de carreira não é sinônimo de fracasso. Pelo contrário, pode ser um sinal de coragem e autoconhecimento.

LEIA TAMBÉM: Como a psicoterapia atua na reorientação profissional?

Muitas vezes, as habilidades, o conhecimento e a experiência prática adquiridas ao longo dos anos podem ser valiosas – ainda que a nova função em nada se pareça com a anterior. Portanto, ao considerar uma mudança de carreira profissional, é fundamental valorizar o que já foi aprendido e enxergar como isso pode contribuir para o seu sucesso.

Além disso, é preciso validar os sentimentos e buscar apoio em amigos, familiares ou até mesmo em um terapeuta. Um profissional qualificado pode ajudar a clarear as ideias e aumentar a confiança para seguir adiante.

Colocar as ideias para fora, pesquisar sobre a nova área, entender as exigências do mercado e buscar qualificações necessárias também são bons exemplos do que deve ser feito por quem quer sair da zona de conforto.

É inegável que começar uma nova jornada profissional pode desencadear uma série de sentimentos, como medo, insegurança e ansiedade, colocando à prova, inclusive, a nossa autoestima. Por isso, é essencial estar preparado para os desafios que surgirão, mas também para as oportunidades de crescimento e realização.

Quer saber mais? Na Clínica Desenvolviver você receberá toda a assistência de psicólogas certificadas.

Criado em 2017, pela psicóloga Fernanda Correa Brito Araujo (CRP 06/102387), o consultório de psicologia está localizado próximo ao metrô Santa Cruz, zona sul de São Paulo, e conta com equipe de psicólogas experientes e com diferentes especializações, todas credenciadas no Conselho Regional de Psicologia.

Além do atendimento presencial, a Desenvolviver oferece psicoterapia online. Para agendar a sua consulta, ligue (11) 3539-2939 ou mande um e-mail para recepcao@desenvolviver.com.

Fernanda Correa Brito Araujo
Fernanda Correa Brito Araujo

Idealizadora e supervisora clínica da Desenvolviver, a psicóloga Fernanda Correa Brito Araujo (CRP 06/102387) tem especialização em Psicanálise Clínica, Neuropsicologia e Psicologia do Trânsito, forte experiência em Perícia Forense, Psicologia Escolar e Recursos Humanos, com passagem por multinacionais como Roche, Allergan e General Eletric do Brasil.

Categorias
Veja também
Contato
Siga Nossas Redes