Como identificar e tratar doenças psicossomáticas

18/03/2021 | Comportamento

Entende-se por doenças psicossomáticas aqueles problemas que atormentam a nossa mente e prejudicam o nosso corpo por meio de dores e desconfortos.

Você já recebeu uma notícia grave e perdeu a fome? Já sofreu um forte impacto emocional que a fez perder mais peso do que deveria? Já ficou tensa antes de uma reunião a ponto de sentir dores no estômago? Já sofreu crises de ansiedade que lhe rendeu uma forte dor de cabeça, que não passou após tomar aquele remédio tradicional? Estes são exemplos de doenças psicossomáticas.

Esse problema é mais comum do que se pode imaginar. Afinal de contas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) já fez vários alertas sobre o grande número de pessoas ansiosas, estressadas e com quadros de depressão no Brasil. Estes transtornos emocionais servem de porta de entrada para as mais diferentes dores físicas.

O corpo e a mente trabalham sempre juntos. E sabemos que o cérebro comanda todo o resto. Logo, se a nossa saúde mental está desajustada, quem paga por isso é o corpo, que sofre com doenças que poucas vezes os medicamentos resolvem.

LEIA MAIS: Síndrome de Burnout: entenda como a psicologia pode ajudar

 

A importância da saúde mental para evitar doenças psicossomáticas

Enfrentamos desafios o tempo todo em nossas vidas, mas é preciso saber lidar com eles sem permitir que o corpo pague as contas. Quando os nossos órgãos começam a sofrer de maneira desenfreada, é sinal de que não estamos mais controlando adequadamente as nossas emoções.

Aquela perda de sono constante ou aquele quadro de irritabilidade que não cessa mais cedo ou mais tarde vai desencadeando dores que, se não tratadas adequadamente, podem evoluir para quadros mais graves.

A célebre frase “o corpo fala” é muito real, e é por meio da dor que nossos órgãos nos alertam de que algo não está indo bem no campo emocional.

Entre as alterações emocionais mais comuns que desencadeiam doenças psicossomáticas estão:

Esses sentimentos, quando ficam impregnados na nossa vida, passam a adoecer nossos órgãos, desencadeando desconfortos diversos, como:

  • Problemas estomacais (gastrite, enjoo, ânsia, refluxo, queimação);
  • Sonolência ou insônia por vários dias;
  • Palpitação;
  • Fortes dores de cabeça que não passam;
  • Franqueza;
  • Dores por todo o corpo, como se tivéssemos feito um grande esforço;
  • Problemas de pele (espinhas, manchas, herpes);
  • Prisão de ventre.

LEIA TAMBÉM: Como a psicoterapia pode ajudar pessoas que sofrem de síndrome do pânico

 

Existe solução para as dores psicossomáticas?

Ao perceber que as dores não passam, é comum procurar um médico, que fará o diagnóstico e indicará os medicamentos corretos. Entretanto, as dores psicossomáticas nem sempre vão embora apenas com tratamentos medicamentosos. Ai fica aquela sensação de que o profissional receitou o remédio errado ou que não soube identificar o problema apresentado.

Lembra que eu disse no começo deste artigo que corpo padece quando a nossa parte emocional não está bem? Pois é, não adianta tomar remédios diversos e não tratar a causa do problema, o motivo que desencadeou a doença psicossomática.

Nestas horas, o mais indicado é procurar ajuda psicológica para desenvolver o autoconhecimento e realinhar as emoções. Uma mente sã resulta em um corpo são, e a ressiginificação das emoções é o primeiro passo para evitar que as doenças psicossomáticas comprometam a vida social e as atividades profissionais.

Se você precisa de auxílio, porque está sofrendo com as doenças psicossomáticas, venha conhecer a clínica de psicologia Desenvolviver.

Criado em 2017, pela psicóloga Fernanda Correa Brito (CRP 06/102387), o consultório de psicologia está localizado próximo ao metrô Santa Cruz, zona sul de São Paulo, e conta com equipe de psicólogas experientes e com diferentes especializações, todas credenciadas no Conselho Regional de Psicologia.

Além do atendimento presencial, a Desenvolviver oferece a psicoterapia online. Para agendar a sua consulta, ligue (11) 98229-5799 ou mande um e-mail para recepcao@desenvolviver.com.

Fernanda Brito

Fernanda Brito

Idealizadora e supervisora clínica da Desenvolviver, com especialização em Psicanálise Clínica e forte experiência em psicologia escolar e RH. Também promove palestras em empresas e eventos pelo Brasil, falando sobre temas como ansiedade, depressão, conflitos familiares, estresse pós-traumático, bullying, entre outros.

Newsletter

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat