Por que ter amigos é tão importante para a nossa vida?

07/07/2022 | Autoconhecimento, Comportamento

Ter amigos é algo essencial, afinal toda pessoa está inserida em um ambiente social. Neste sentido, fazer parte de uma comunidade mostra que você está aceita e pertence a este espaço dedicado à convivência entre diferentes indivíduos.

Além disso, o poder da amizade também desperta sensações positivas. Em um mundo cada vez mais polarizado, ter companheiros para celebrar momentos marcantes amplifica os bons sentimentos.

Por isso, ficar cercado de amigos, colegas e pessoas que querem ver o seu bem pode ser a peça que falta para viver com ainda mais alegria e leveza. Contudo, nem toda pessoa pode estar pronta para fazer amigos.

Felizmente, a terapia pode ajudar a ter amigos e superar qualquer barreira para fazer amizades cada vez mais marcantes!

 

Por que ter amigos é tão importante?

A amizade é fundamental para toda pessoa que vive em sociedade e mostra que ela está inserida em um ambiente social. Fora isso, um círculo de amigos também serve como um lembrete de que há pessoas que escolheram você por vontade própria para acolher todas as suas virtudes e defeitos.

LEIA MAIS: Como a baixa autoestima impede a nossa felicidade?

Este acolhimento costuma ser compreendido como o poder da amizade, que aumenta a sensação de pertencimento e gera confiança para decisões mais importantes.

Ao concorrer a uma vaga de emprego, por exemplo, ao ter amigos que a apoiam e acreditam no seu potencial, fica mais fácil acreditar em si. Toda essa confiança não se limita ao caráter intrínseco. Pelo contrário, pode ser reconhecida por pessoas de fora, como o profissional responsável pela seleção do candidato à vaga.

Entre outras vantagens de cultivar bons amigos, vale destacar ainda os benefícios relacionados à saúde mental.

A natureza humana depende da relação com outras pessoas. E desde os princípios, sabe-se que a raça humana sempre esteve unida, portanto, vivendo em sociedade e tendo conexões com outros indivíduos semelhantes.

Logo, não há como ignorar que toda pessoa tem a necessidade ser enxergada como um ser individual, possuindo características próprias e traços únicos de personalidade.

Ao ignorar essa natureza e não ter amigos por qualquer motivo que seja, a pessoa nega os tantos benefícios do poder da amizade e segue contra a própria natureza. Nisso, a falta de incentivo deixa a pessoa mais isolada e distante de sentimentos positivos.

Infelizmente, a solidão é tanto uma causa quanto um efeito do isolamento, agravando quadros depressivos. Por conta da falta do convívio social e da pouca troca de afetos, a solidão acentua o isolamento e outros sintomas desta complicação.

Em tempos de hiperconectividade, fazer amigos pode ser algo mais difícil através das telas dos celulares. Felizmente, não deixa de ser impossível!

Antes de mais nada, é importante pontuar que ter um amigo e construir novas relações começa a partir da própria permissão. Ou seja, você deve estar aberta ao convívio social.

Para isso, vá ao cinema, pratique atividades físicas, converse nos corredores do trabalho, troque mensagens, faça comentários em vídeos nas redes sociais, entre outros tantos exemplos.

A partir disso, construir novas relações e ter amigos para a vida toda se torna bem mais fácil!

LEIA TAMBÉM: Adolescência: qual o papel da psicoterapia nesta fase?

Por fim, vale destacar que a dificuldade em fazer amigos pode ser resultado de algum bloqueio emocional. Neste sentido, você pode contar com a ajuda da clínica de psicologia Desenvolviver.

Criado em 2017, pela psicóloga Fernanda Correa Brito (CRP 06/102387), o consultório de psicologia está localizado próximo ao metrô Santa Cruz, zona sul de São Paulo, e conta com equipe de psicólogas experientes e com diferentes especializações, todas credenciadas no Conselho Regional de Psicologia.

Além do atendimento presencial, a Desenvolviver oferece psicoterapia online. Para agendar a sua consulta, ligue (11) 3539-2939 ou mande um e-mail para recepcao@desenvolviver.com.

Fernanda Brito

Fernanda Brito

Idealizadora e supervisora clínica da Desenvolviver, com especialização em Psicanálise Clínica e forte experiência em psicologia escolar e RH. Também promove palestras em empresas e eventos pelo Brasil, falando sobre temas como ansiedade, depressão, conflitos familiares, estresse pós-traumático, bullying, entre outros.

Newsletter

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.