A violência intrafamiliar e o papel do psicólogo nos casos de destituição do pátrio poder

por | out 20, 2017 | Psicoterapia | 0 Comentários

Para abordar as questões referentes a violência intrafamiliar se faz necessário trazer a reflexão o sofrimento intenso que acompanha os sujeitos envolvidos nessas situações. Conforme Andrade apud Cesca (2004), o universo da violência é sempre um universo de dor. 

Torna-se imprescindível que ambos os lados da situação sejam ponderados, tanto a necessidade de afastamento de uma família adoecida quanto as conseqüências afetivas que essa separação da família acarretaria. (CESCA, 2004). 

Diversos autores se dedicaram aos estudos sobre como a privação do amor materno principalmente na primeira infância, podem ter efeitos sobre a saúde mental e o desenvolvimento da personalidade do indivíduo, como por exemplo Winnicott (1995 apud CESCA 2004) que se refere a estudos na área de saúde mental e do desenvolvimento em crianças institucionalizadas, relacionando a privação dos cuidados maternos a retardos no desenvolvimento físico, intelectual e social. 

Ao pensarmos na família como em situação de adoecimento, torna-se evidente a necessidade de auxílio, independente da decisão culminar em afastamento ou não do lar. Todas as medidas que contribuam para que a criança receba os cuidados da própria família devem ser estimuladas, como por exemplo, uma assistência ativa aos pais em termos econômicos, sociais, e médicos. Desta forma, ações que se reduzem apenas a punir agressores para proteger as vítimas não são totalmente eficientes, considerando que a violência é um produto cultural e deve ser vista de uma maneira mais abrangente (BRITTO 1999 apud CESCA 2004). 

A partir da investigação das causas da violência intrafamiliar, é possível a elaboração de alternativas para reestruturação familiar, considerando os aspectos subjetivos de cada caso. O psicólogo atua como facilitados da promoção da saúde, garantindo os direitos os indivíduos e a busca por cidadania. 

Referencias 

CESCA, Taís Burin. O papel do psicólogo jurídico na violência intrafamilar: possíveis articulações. Psicol. Soc.,  Porto Alegre ,  v. 16, n. 3, p. 41-46,  Dec.  2004 .   Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822004000300006&lng=en&nrm=iso>. access on  11  Aug.  2017.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-71822004000300006


Fernanda Brito

Fernanda Brito

Idealizadora e supervisora clínica da Desenvolviver, com especialização em Psicanálise Clínica e forte experiência em psicologia escolar e RH. Também promove palestras em empresas e eventos pelo Brasil, falando sobre temas como ansiedade, depressão, conflitos familiares, estresse pós-traumático, bullying, entre outros.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Psicoterapia em São Paulo

A clínica Desenvolviver é especializada em psicoterapia clínica presencial e psicologia online.
Atendemos convênio e particular.
CRP/SP 06/6482/J

Localização

Estamos na Vila Mariana, perto da estação Santa Cruz. | Rua Afonso Celso, 469 – São Paulo (SP) | Cep: 04119-001

Agende sua sessão agora!

Telefone: 11 3539-2939
WhatsApp: 11 98229-5799