Janeiro branco: por que a mente adoece?

05/01/2023 | Autoconhecimento, Comportamento, Psicoterapia

O ano já começa com a campanha Janeiro Branco, um convite para conscientizar as pessoas da importância do cuidado da saúde mental e emocional. Iniciada em 2014, a ação também tem o objetivo de desmistificar muitos tabus que ainda envolvem o tema. 

A escolha do mês, aliás, foi simbólica. Afinal, todo início de ano é igual: revisitamos nossas emoções e desafios, traçamos planos e metas e separamos um tempo para refletir sobre a vida como ela é – e como gostaríamos que ela fosse também, por que não? 

É uma época na qual as pessoas estão mais propensas a pensar em suas vidas e em suas relações sociais. E a campanha vem justamente para reforçar a importância de voltarmos para dentro de nós, ouvir os sinais e, se for o caso, buscar ajuda. 

 

Importância do Janeiro Branco

Não é incomum encontrarmos pessoas que reclamam de insônia, desânimo e medo ou experienciam um sentimento de impotência quase que diariamente. Estes são apenas alguns exemplos de sintomas que indicam que a saúde mental precisa de atenção extra. 

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) revelam que os problemas afetam milhares de pessoas em todo o mundo – os números de depressão giram em torno de 300 milhões em todo o planeta. O Brasil, aliás, é o país da América Latina com maior prevalência de depressão, de acordo com a instituição.

Embora as desordens mentais sejam cada vez mais comuns, os problemas ainda são um tabu: ninguém fala sobre eles. E é por isso que o Janeiro Branco é tão essencial. Afinal, é preciso garantir a compreensão de que a estabilidade emocional é tão importante quanto à física.

LEIA MAIS: Como a psicoterapia pode ajudar pessoas que sofrem de Sindrome do Pânico

 

Entenda por que a mente adoece

Ao contrário do que se imagina, não existe uma única causa que leva a mente a adoecer. De problemas socioeconômicos a perdas repentinas, passando por más condições de trabalho, traumas na infância, relações tóxicas, mudanças significativas na rotina, uso de substâncias psicoativas e outros, muitos são os fatores que influenciam o surgimento das desordens mentais. 

O problema é que quando os sintomas aparecem, como ansiedade, estresse e depressão, as relações interpessoais começam a ser desafiadas. Muitas pessoas, por exemplo, não têm mais vontade de sair de casa ou de fazer coisas simples do dia a dia, como se levantar da cama de manhã. Por isso é tão importante conversar mais sobre o assunto.

Entender a origem do problema e manter uma rotina saudável podem ajudar a minimizar esses sintomas e evitar a ansiedade, por exemplo. É preciso, ainda, entender as emoções, pensamentos e comportamentos e manter uma boa saúde emocional. 

Para além da consciência e conhecimento sobre o assunto, é importante contar com apoio e, em alguns casos, realizar um tratamento psicoterápico para aprender a ter mais controle dos sintomas e, acima de tudo, viver mais feliz consigo mesmo.

Na Clínica Desenvolviver você receberá toda a assistência de psicólogas certificadas. Criado em 2017, pela psicóloga Fernanda Correa Brito Araujo (CRP 06/102387), o consultório de psicologia está localizado próximo ao metrô Santa Cruz, zona sul de São Paulo, e conta com equipe de psicólogas experientes e com diferentes especializações, todas credenciadas no Conselho Regional de Psicologia.

Além do atendimento presencial, a Desenvolviver oferece psicoterapia online. Para agendar a sua consulta, ligue (11) 3539-2939 ou mande um e-mail para recepcao@desenvolviver.com.

Fernanda Brito

Fernanda Brito

Idealizadora e supervisora clínica da Desenvolviver, com especialização em Psicanálise Clínica e forte experiência em psicologia escolar e RH. Também promove palestras em empresas e eventos pelo Brasil, falando sobre temas como ansiedade, depressão, conflitos familiares, estresse pós-traumático, bullying, entre outros.

Newsletter

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *