O Esgotamento Psicológico

por | maio 25, 2018 | Psicoterapia | 0 Comentários

A correria do dia a dia pode ser uma grande causador de estresse, trazendo vários malefícios a Saúde assim causando o chamado Esgotamento  Psicológico.

O Esgotamento Psicológico não é reconhecido como doença, mas não é por isso que deixa de ser um fator preocupante, pode se tornar um sinal de alerta para alguns transtornos psicológicos, acionada pela ansiedade, nível de exigência, pressões e frustração, caracterizada a partir da falta de resolução dos objetivos cotidianos que nos propomos e que não conseguimos realizar.

Então do que realmente se trata?

É um estado de cansaço mental, que pode vir juntamente com a falta de força física, tal desgaste é causado por excesso de recursos cognitivos e emocionais. Surge como resultado de cansaço extremo, que acontece aos poucos, por muitos momentos nem percebemos por achar “normal”, um fator que nos acostumamos durante o tempo através da forma com que nos colocamos a viver.

Quais os sintomas que indicam uma futura exaustão.

  1. Desvio de Atenção. No estágio inicial, pode haver esquecimento de pequenos fatos, dificuldades para prestar atenção em reuniões ou realizar trabalhos que necessitem de raciocínio lógico. Com o passar do tempo criasse a possibilidade de um grau de piora devido o esgotamento, a partir daí pode ocorrer de afetar bruscamente a capacidade de raciocínio, fazendo com que uma tarefa que se tinha tanta facilidade e até mesmo prazerosa, passe a ser difícil porque seus processos cognitivos estão sendo prejudicados. 

  2. Ruminação. Estar constantemente sobre cobranças de erros ou situações mal- sucedidas, podendo se transformar em um dos problemas que traz muita preocupação que é a Preocupação Crônica. O que significa isso?… Existem sujeitos que não conseguem se desligar dos problemas, estão constantemente ruminando suas aflições, causando um sofrimento por antecipação, a maioria das vezes tendem ser incapazes de focar sua atenção noutra coisa que não sejam os pensamentos negativos. 

  3. Irritabilidade. Resposta excessiva a um certo estímulo, ocorre quando situações

    não se manifestam do jeito que gostaríamos, pois por muitas vezes queremos dominar e ou controlar uma situação que não é possível e ou até mesmo fazer com que o outro concorde conosco, encaramos que a forma que pensamos é a mais correta. 

  4. Perda de Energia. Geralmente se reflete primeiro fisicamente, perder energia é mais fácil que possa se imaginar, pois basta que haja atitudes de desordem emocional que poderá ocasionar varias outras indisposições. Fatos pontuais que podem ser causadoras dessa perda é viver em meio ao sentimento de pessimismo, reforçando hábitos nocivos o cercando de vibrações negativas. 

  5. Insônia. O maior erro dos dias atuais é levar o problema para a cama, por esse motivo se torna cada vez mais comum não conseguir dormir por conta de problemas mal resolvidos.

  6. Sono Excessivo: No outro lado, quem tem sono excessivo, dificuldade de acordar, deve analisar o seu medo diante das exigências do dia a dia. Por muitas vezes o acordar traz como a obrigação de enfrentar de frente as responsabilidades, entretanto o dormir traz a sensação de entrar em contanto com um mundo melhor, criando assim de cerca forma uma fantasia que tudo se resolverá. 

  7. Anedonia.  É a perda da capacidade de sentir prazer, causando por vezes uma certa indiferença consigo mesmo, diminuindo ou até mesmo bloqueando o apego pelas pessoas e por si próprio, em outros momentos pode trazer uma resistência a mudanças, tornando incapaz de desfrutar dos sentimentos que antes gostava. Pessoas que sofrem de Anedonia possuem um aspecto de “congelamento” tornando muitas das vezes desagradáveis socialmente, potencializando um quadro de isolamento. 

  8. Falta de Motivação. Nesse período quando está esgotado psicologicamente, é muito comum que apareçam sentimentos de desencanto e apatia, possibilitando na motivação para que o sujeito queira sumir, uma forma de não ter que enfrentar seus próprios medos e angustias, ficando assim estático diante da sua própria vida. 

  9. Problemas de Saúde. O esgotamento psicológico pode nos gerar diversos problemas assim já citados, esses também podem vir afetar nossa saúde, e de qual forma… como podemos medir esse desgaste? A maioria das vezes nosso corpo se manifesta através de sinais, que muitas vezes passam desapercebidos. Sinais como dores musculares, tonturas, dores de cabeça constantes, problemas digestivos, perda ou aumento da alimentação, podem surgir após uma situação de estresse excessivo, e nesse momento é aconselhável que se busque formas de relaxamento

Será que o caminho escolhido deve ser visto como regra?… a vida já nos traz por costume a cobrança de muitas decisões relacionadas ao trabalho, família, relacionamento amorosos… pessoas com dificuldade para compartilhar tarefas, aqueles que possuem hipersensibilidade emocional e os chamados “mãos para toda obra” que se tornam incapazes de relaxar de seus afazeres, que estão sempre prontos para o que vier gerando assim muitas obrigações, e como viver dessa forma?

Dê permissão a si mesmo para ser menos exigente, o esgotamento psicológico tende aprisionar em camadas de preocupações, colocando em meio a pressões, por vezes esquecendo de si mesmo pelo simples motivo de querer concretizar uma meta/objetivo que não é possível. Se reencontre, para isso, nada melhor do que separar uma hora por dia para cuidar de si mesmo, o dia tem 24 horas, e a vida queiramos ou não é limitada. Vamos aprender a ser realistas, aproveitar o tempo sem colocar pressão em nós mesmos e sem exigir que tudo seja perfeito, pois por vezes não é, e esse fato deve ser encarado e respeitado da melhor forma.

Caso os sintomas persistirem é importante procurar ajuda de um Psicólogo, pois será realizado uma investigação da causa e assim iniciar o tratamento adequado.


Fernanda Brito

Fernanda Brito

Idealizadora e supervisora clínica da Desenvolviver, com especialização em Psicanálise Clínica e forte experiência em psicologia escolar e RH. Também promove palestras em empresas e eventos pelo Brasil, falando sobre temas como ansiedade, depressão, conflitos familiares, estresse pós-traumático, bullying, entre outros.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Psicoterapia em São Paulo

A clínica Desenvolviver é especializada em psicoterapia clínica presencial e psicologia online.
Atendemos convênio e particular.
CRP/SP 06/6482/J

Localização

Estamos na Vila Mariana, perto da estação Santa Cruz. | Rua Afonso Celso, 469 – São Paulo (SP) | Cep: 04119-001

Agende sua sessão agora!

Telefone: 11 3539-2939
WhatsApp: 11 98229-5799