Oneomania: quando o consumo se torna uma doença

por | fev 6, 2020 | Questões Emocionais | 0 Comentários

Você alguma vez já ouviu falar em oneomania? Este termo é associado a pessoas que apresentam algum quadro de consumo compulsivo, ou seja, realizam compras de maneira desmedida.

Fazer compras pode parecer uma atividade muito comum. Vamos ao mercado para abastecer a despensa, compramos algum produto pontual para a casa ou aproveitamos as promoções das lojas para renovar o guarda-roupa. Mas o que acontece quando o ato de comprar está atrelado a um transtorno psicológico?

A pessoa que sofre de oneomania compra sem medida, sem necessidade. Ao entrar neste universo de consumo compulsivo, é capaz de adquirir várias unidades de um mesmo produto ou coisas quem muitas vezes não sabe por qual motivo adquiriu ou quando vai utilizar.

Quando o ato de comprar se torna uma oneomania?

Muitas vezes, o consumo compulsivo está associado a algum transtorno de personalidade, como depressão e ansiedade. Na ânsia por minimizar o desconforto que esses problemas causam, a pessoa encontra nas compras uma forma de ocupar a cabeça.

Em algumas situações, a oneomania é praticada sob argumentos que tentam justificar a compra de forma lógica. Ou seja, a pessoa vai às compras depois de uma conquista na vida pessoal ou no trabalho.

Quando esta relação vira dependência, é importante ficar atento, uma vez que o ser humano não pode viver à base de recompensas. Esse comportamento pode, sim, esconder um processo de oneomania.

LEIA MAIS: Como a baixa autoestima impede a nossa felicidade?

Para quem sofre de consumo compulsivo, a necessidade de comprar se assemelha a uma abstinência. Enquanto o alcoólatra precisa beber e o dependente químico precisa usar drogas para se sentirem melhor, quem sofre de oneomania precisa comprar para despertar sensações de bem-estar e prazer.

O que é importante deixar claro é que no consumo compulsivo a pessoa se sente frustrada e culpada momentos depois da sensação de bem-estar, uma vez que o ato não teve cunho racional. E para superar esta sensação pós-compra ela acaba indo às compras novamente para retomar a sensação de bem-estar.

Esse transtorno é bem diferente dos colecionadores que acumulam determinado tipo de objeto por hobby ou de pessoas que renovam o guarda-roupa e depois vendem ou doam as peças que não usam mais.

Quais os principais sintomas da oneomania?

De uma maneira geral, consumo compulsivo traz consigo uma série de comportamentos:

  • Faz compras constantes, independentemente de promoções ou necessidade
  • Compra muitos itens iguais e ou que não têm uma real utilidade para a pessoa
  • Sofre de depressão e busca nas compras uma forma de fugir do problema
  • Apresenta transtorno de ansiedade (compra para aliviar a sensação de angústia)
  • Gasta muito dinheiro comprando coisas de maneira desenfreada
  • Está sempre endividado e, mesmo assim, não para de comprar
  • Pede ajuda financeira constante para parentes, amigos e instituições financeiras
  • Cultiva sentimento de culpa momentos ou dias após a compra.

Existe tratamento para a oneomania?

O tratamento para os transtornos sociais e psicológicos na maioria das vezes está em identificar a origem do problema e buscar formas de solucioná-los. Dessa forma, os atos decorrentes do problema tendem a perder força, devolvendo à pessoa mais felicidade e qualidade de vida.

No caso da oneomania, percebemos que uma das grandes preocupações está no fato de que vivemos em um mundo onde muitas vezes o ter é mais importante que o ser. Dessa forma cria-se uma sociedade repleta de pessoas endividados e dependentes do cartão de crédito.

Soma-se a isso o dia a dia estressante, que vem aumentando os casos de depressão e ansiedade e outros transtornos. E sem a identificação ou aceitação do problema, as pessoas procuram rotas de fuga, sendo o consumo uma delas.

Para ajudar você a entender a causa e superar os sintomas da oneomania, é importante procurar ajuda especializada de um psicólogo. Com a orientação adequada será possível criar uma relação mais saudável com o consumo e construir uma vida mais leve e feliz.

Se você está em busca de auxílio, venha conhecer a clínica de psicologia Desenvolviver.

Criado em 2017, pela psicóloga Fernanda Correa Brito (CRP 06/102387), o consultório de psicologia está localizado próximo ao metrô Santa Cruz, zona sul de São Paulo, e conta com equipe de psicólogas experientes e com diferentes especializações, todas credenciadas no Conselho Regional de Psicologia.

Além do atendimento presencial, a Desenvolviver oferece a psicoterapia online. Para agendar a sua consulta, ligue (11) 98229-5799 ou mande um e-mail para recepcao@desenvolviver.com.


Fernanda Brito

Fernanda Brito

Idealizadora e supervisora clínica da Desenvolviver, com especialização em Psicanálise Clínica e forte experiência em psicologia escolar e RH. Também promove palestras em empresas e eventos pelo Brasil, falando sobre temas como ansiedade, depressão, conflitos familiares, estresse pós-traumático, bullying, entre outros.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *