Agressão física: como superar e iniciar uma nova relação?

18/11/2021 | Relacionamentos Amorosos

Um dos principais traumas que um relacionamento abusivo pode deixar é a agressão física. Em muitos casos, o que começou como uma relação de amor e carinho abre espaço para gritos, empurrões, tapas, machucados e outras cicatrizes.

Aceitar que a relação está indo para um caminho completamente errado não é simples como parece. Envolve uma série de fatores, entre eles a retomada da autoestima, que foi perdida a cada briga, a aceitação de que a escolha do parceiro não foi assertiva e, efetivamente, o término do relacionamento.

Mas hoje eu não quero falar especificamente da agressão física, mas da importância de superar as dores para começar de novo, para buscar a felicidade que se perdeu no relacionamento anterior.

 

Toda agressão física deixa marcas na alma também

É importante que a mulher que já sofreu algum tipo de agressão física faça terapia. Quando uma mulher decide iniciar um relacionamento, a última coisa que passa pela cabeça dela é ser machucada fisicamente. E se isso acontece acaba deixando muito mais que marcas no corpo.

Uma agressão física provocada pelo parceiro fere a autoestima de uma mulher e abre portas para o surgimento de crenças limitantes e incorretas, que podem levá-la à construção de quadros depressivos, de vitimismo e até a achar que mereceu ser tratada desta ou daquela maneira, o que não é verdade.

LEIA MAIS: Amor obsessivo: quais os sinais e o que fazer?

Quando a relação que deveria ser amorosa e carinhosa deixa marcas de agressão física, não é só o corpo que padece, mas a alma também. Mesmo com o término do relacionamento abusivo, os traumas e medos podem permanecer e impedir a mulher de seguir em frente.

Para começar uma nova etapa da vida amorosa após uma relação marcada pela agressão física, a mulher precisa recuperar a autoestima, o amor-próprio, os velhos prazeres, o autoconhecimento. Somente assim, fortalecida e livre de carências afetivas, saberá escolher o que é melhor para si e dizer não para pessoas e situações que a levarão para caminhos pouco satisfatórios.

E é justamente neste processo que entra a terapia. Um profissional especializado ajudará a mulher a entender as causas de tantos traumas e medos e encontrar as melhores maneiras de ressignificá-los. A partir daí, se sentirá pronta para, se quiser, recomeçar uma nova história a dois, desta vez com alguém que construa uma relação edificante.

LEIA TAMBÉM: Como identificar um relacionamento abusivo

Então, se você precisa de orientação para superar uma agressão física no relacionamento, venha conhecer a clínica de psicologia Desenvolviver.

Criado em 2017, pela psicóloga Fernanda Correa Brito (CRP 06/102387), o consultório de psicologia está localizado próximo ao metrô Santa Cruz, zona sul de São Paulo, e conta com equipe de psicólogas experientes e com diferentes especializações, todas credenciadas no Conselho Regional de Psicologia.

Além do atendimento presencial, a Desenvolviver oferece a psicoterapia online. Para agendar a sua consulta, ligue (11) 98229-5799 ou mande um e-mail para recepcao@desenvolviver.com.

Fernanda Brito

Fernanda Brito

Idealizadora e supervisora clínica da Desenvolviver, com especialização em Psicanálise Clínica e forte experiência em psicologia escolar e RH. Também promove palestras em empresas e eventos pelo Brasil, falando sobre temas como ansiedade, depressão, conflitos familiares, estresse pós-traumático, bullying, entre outros.

Newsletter

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat