Como identificar a depressão infantil?

por | jan 7, 2021 | Psicoterapia Infantil | 0 Comentários

Falar sobre depressão infantil pode ser algo bastante complicado para pais, responsáveis e profissionais da área de ensino.

Muitas vezes confundido com tristeza, este transtorno compromete a qualidade de vida da criança, que pode levar a uma série de questões mal resolvidas para as fases da adolescência e adulta.

Então, o desafio é identificar que a criança está com depressão e não um problema passageiro.

Por isso, a supervisão dos adultos é essencial para que o transtorno possa ser tratado o quanto antes, para que a criança se sinta segura e forte diante dos desafios que a vida tende a apresentar.

 

O que pode desencadear a depressão infantil?

Existem diferentes situações que levam à depressão infantil. Acontecimentos emocionalmente fortes para a criança, como a separação dos pais, o falecimento de um ente querido e o bullying no ambiente escolar, por exemplo, podem despertar sentimentos de tristeza e frustração.

Quando não percebidos nem administrados de forma correta, situações como essas podem abrir portas para quadros emocionais mais graves, como a depressão.

Falta de atenção dos pais, mudanças repentinas nos hábitos da criança, excesso de cobrança, sentimento de abandono também se tornam portas de entrada para a depressão infantil.

Crianças com doenças crônicas e malformação, que vivem em ambientes com pessoas que já desenvolvem quadros de depressão, que presenciam brigas constantes entre os pais ou que convivem com problemas relacionados ao vício de álcool e drogas na família às vezes também podem desenvolver quadros de ansiedade, tristeza profunda e depressão.

LEIA MAIS: A psicologia pode auxiliar crianças com dificuldade de aprendizagem?

 

Quais os principais sintomas da depressão infantil?

Uma criança nunca vai dizer que está deprimida, até porque ainda está tentando entender o mundo que a cerca e qual comportamento ela deve ter nas diferentes situações.

Portanto, cabe aos pais, responsáveis e profissionais envolvidos na formação da criança identificarem que algo está errado nas atitudes do dia a dia e fazerem o devido acompanhamento.

Geralmente, a depressão infantil é percebida a partir de diferentes comportamentos:

  • Baixa autoestima
  • Baixo rendimento escolar
  • Mudanças no padrão alimentar
  • Irritabilidade
  • Falta de vontade de brincar e se divertir com coisas cotidianas (anedonia)
  • Choro excessivo
  • Fadiga
  • Sono em demasia
  • Insônia
  • Medo constante

É importante ressaltar que as crianças apresentam mudanças constantes de comportamento, até por conta de seu desenvolvimento. É comum deixarem de comer algo que gostavam muito ou de dormirem adequadamente por motivos diversos.

Mas quando essas mudanças passam a afetar a socialização e a qualidade de vida, é preciso dar uma atenção especial.

 

O que fazer ao perceber que a criança apresenta sintomas de depressão infantil?

Ao identificar alguns sintomas de depressão infantil na criança, é importante que haja um bom acompanhamento psicológico para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento adequado.

LEIA TAMBÉM: Psicologia infantil: como é feita a terapia com crianças

Se você precisa de ajuda para entender mudanças de comportamento de criança e receber toda a orientação necessária sobre depressão infantil, venha conhecer a clínica de psicologia Desenvolviver.

Criado em 2017, pela psicóloga Fernanda Correa Brito (CRP 06/102387), o consultório de psicologia está localizado próximo ao metrô Santa Cruz, zona sul de São Paulo, e conta com equipe de psicólogas experientes e com diferentes especializações, todas credenciadas no Conselho Regional de Psicologia.

Além do atendimento presencial, a Desenvolviver oferece a psicoterapia online. Para agendar a sua consulta, ligue (11) 98229-5799 ou mande um e-mail para recepcao@desenvolviver.com.


Fernanda Brito

Fernanda Brito

Idealizadora e supervisora clínica da Desenvolviver, com especialização em Psicanálise Clínica e forte experiência em psicologia escolar e RH. Também promove palestras em empresas e eventos pelo Brasil, falando sobre temas como ansiedade, depressão, conflitos familiares, estresse pós-traumático, bullying, entre outros.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *