Como a atividade física pode ajudar na terapia?

07/04/2022 | Autoconhecimento

A atividade física faz parte do processo terapêutico e está entre as principais aliadas na hora de buscar autoconhecimento, bem-estar e qualidade de vida. Na prática, ela cria um hábito que estimula o autocuidado, gerando mais conforto e reconexão.

Contudo, há ainda muitas dúvidas em relação ao papel das atividades físicas quando aliada ao processo terapêutico. Geralmente, as dúvidas estão relacionadas em como praticar ou por quais exercícios começar.

Em ambos os casos não há uma resposta exata. Qualquer exercício físico pode ser um aliado durante o processo de autoconhecimento, por isso, cabe apenas ao paciente escolher qual a melhor forma de se reconectar.

Para entender melhor o papel da atividade física no processo terapêutico, você precisa ter em mente que não se trata da atividade em si, mas sim do primeiro passo para criar hábitos saudáveis de autocuidado e autopreservação.

LEIA MAIS: Você conhece o poder do amor próprio?

 

Atividade física gera conexão interna e potencializa a terapia

Como aliada à terapia, a atividade física não tem o único propósito de provocar mudanças no corpo, como emagrecer, crescer músculos e outras possíveis alterações. Aqui, ela auxilia no processo de criar hábitos que foquem no bem-estar.

Por exemplo, você sempre quis dar o primeiro passo e praticar yoga em casa. Porém, com a rotina cada vez mais intensa, o tempo passou e este desejo perdeu importância ao longo dos anos.

Em contrapartida, a rotina ficou mais pesada e reduziu a qualidade de vida, fazendo com que hobbies e momentos agradáveis perdessem espaços para anseios e desencontros.

Neste caso, a atividade física tem um resultado que vai além do próprio exercício, tornando-se uma forma de recomeçar e gerar uma melhoria na qualidade de vida.

Em paralelo às sessões de terapia, as atividades físicas também tornam o bem-estar mais tangível. Isto é, você cria hábitos mais saudáveis e vê os resultados positivos por buscar mais qualidade de vida, regulando o sono e melhorando o condicionamento físico.

Fora isso, a prática do exercício ainda dá sensação de prazer. Isso acontece porque as atividades físicas liberam a endorfina, hormônio responsável pela sensação de alegria e satisfação.

Por fim, vale a pena mencionar que não há nenhum exercício físico mais ou menos indicado. No fim, o que realmente importa é a criação de um hábito mais saudável durante o dia a dia que seja aliado do processo terapêutico.

Sendo assim, caminhe, corra, dance, medite ou faça uma aula específica na academia, mas cuide da sua saúde mental e busque ter qualidade de vida.

LEIA TAMBÉM: O que é anedonia e como ela afeta o seu bem-estar?

 

E se você busca um lugar para fazer terapia para dar o pontapé no seu processo de autoconhecimento e bem-estar, venha conhecer a Clínica Desenvolviver.

Criado em 2017, pela psicóloga Fernanda Correa Brito (CRP 06/102387), o consultório de psicologia está localizado próximo ao metrô Santa Cruz, zona sul de São Paulo, e conta com equipe de psicólogas experientes e com diferentes especializações, todas credenciadas no Conselho Regional de Psicologia.

Além do atendimento presencial, a Desenvolviver oferece psicoterapia online. Para agendar a sua consulta, ligue (11) 3539-2939 ou mande um e-mail para recepcao@desenvolviver.com.

Fernanda Brito

Fernanda Brito

Idealizadora e supervisora clínica da Desenvolviver, com especialização em Psicanálise Clínica e forte experiência em psicologia escolar e RH. Também promove palestras em empresas e eventos pelo Brasil, falando sobre temas como ansiedade, depressão, conflitos familiares, estresse pós-traumático, bullying, entre outros.

Newsletter

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.