Como funciona o método ABA?

24/11/2022 | Comportamento, Crianças e Adolescentes

O método ABA (sigla em inglês para Applied Behavior Analysis, que significa Análise Aplicada do Comportamento, em tradução livre) está entre os principais tratamentos comportamentais para pessoas com Transtorno do Espectro Autista ou déficit intelectual.

Nesta abordagem científica, o foco é entender o padrão de comportamento. Ou seja, a terapia funciona como um instrumento para reconhecer traços e analisar comportamentos entre o indivíduo e o ambiente.

A partir do método ABA, o profissional consegue reconhecer se determinado padrão comportamental será ou não continuado pelo paciente para que ele tenha mais independência e qualidade de vida. Sendo assim, a metodologia consiste em reforçar comportamentos positivos.

Nos dias atuais, o método ABA está presente em ambientes clínicos, hospitalares, educacional, entre outros.

 

Aplicação do método ABA

Uma vez que o método ABA tem a missão de reforçar comportamentos benéficos para garantir o bem-estar do paciente, ele começa com comandos imediatos de ações até que haja sucesso na execução.

Com o tempo, esses comandos vão diminuindo até que a pessoa passe a executar as funções por conta própria de forma bem-sucedida, sem frustrações.

O ensino do método ABA é individualizado, uma vez que cada paciente é único e apresenta um tipo de necessidade.

Quando o assunto é TEA, a metodologia é usada para ajudar a pessoa a aumentar sua integração social, a melhorar seu desempenho acadêmico, a se cuidar sozinho e a reduzir as estereotipias.

De uma maneira geral, o método ABA pode ser utilizado para auxiliar a pessoa a ganhar ou compensar determinados comportamentos. Quando o objetivo é a aquisição, a terapia é intensiva, durando cerca de 20 horas por semana e o paciente começa a praticá-la antes dos quatro anos de idade.

Já quando o objetivo é a compensação de um ou mais comportamentos, o método ABA é utilizado em pessoas mais velhas.

LEIA MAIS: Pessoas com autismo: a importância da orientação psicológica aos familiares

 

Quem pode aplicar o método ABA?

Todos os integrantes da equipe disciplinar que acompanha uma pessoa com autismo pode aplicar o método ABA. Ou seja, psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, professores de Educação Física, entre outros.

Entretanto, é de suma importância lembrar que todo profissional precisa ter uma credencial especial para aplicar o método ABA. Trata-se do certificado de analista de comportamento, mais especificamente do BCBA (Board Certification Behavior Analyst ou Analista de Comportamento de Certificação do Conselho em tradução livre).

Outra opção é fazer uma pós-graduação. Assim o profissional passa a apresentar os conhecimentos necessários por parte do BCBA.

Na Clínica Desenvolviver Foccus a pessoa com TEA receberá toda a assistência de psicólogas certificadas para aplicação do método ABA.

Criado em 2017, pela psicóloga Fernanda Correa Brito Araujo (CRP 06/102387), o consultório de psicologia está localizado próximo ao metrô Santa Cruz, zona sul de São Paulo, e conta com equipe de psicólogas experientes e com diferentes especializações, todas credenciadas no Conselho Regional de Psicologia.

Além do atendimento presencial, a Desenvolviver oferece psicoterapia online. Para agendar a sua consulta, ligue (11) 3539-2939 ou mande um e-mail para recepcao@desenvolviver.com.

Fernanda Brito

Fernanda Brito

Idealizadora e supervisora clínica da Desenvolviver, com especialização em Psicanálise Clínica e forte experiência em psicologia escolar e RH. Também promove palestras em empresas e eventos pelo Brasil, falando sobre temas como ansiedade, depressão, conflitos familiares, estresse pós-traumático, bullying, entre outros.

Newsletter

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.