Terapia infantil: como tratar a carência afetiva em crianças?

21/10/2021 | Crianças e Adolescentes, Psicoterapia

A terapia infantil pode não ser encarada como uma prática comum, mas o apoio de um profissional pode ser fundamental tanto no desenvolvimento da criança quanto no processo em que os pais desejam compreender algumas mudanças de comportamento que estejam se manifestando nos filhos. 

Em seu processo evolutivo, as crianças buscam constantemente por afeto em seus familiares. A partir do momento que a rotina turbulenta dos pais se torna uma barreira para manter um tempo com os filhos e o carinho se torna algo menos presente na vida da criança, a carência afetiva pode começar a se desenvolver.

Dessa forma, o comportamento da criança pode apresentar mudanças que afetam o desenvolvimento e a relação familiar. Entenda como a terapia infantil pode ser fundamental nessa fase.  

LEIA TAMBÉM: Como identificar a depressão infantil? 

 

Como tratar a carência afetiva através da terapia infantil? 

No processo de desenvolvimento das relações familiares, o carinho e o afeto são importantes para que a criança se sinta acolhida, segura e amada. Em algumas ocasiões, pelos mais diferentes motivos, os familiares acabam atendendo outras demandas do dia a dia e se esquecem dessa etapa fundamental no desenvolvimento dos filhos. 

Diante disso, alguns sinais começam a indicar a carência afetiva nas crianças. O primeiro deles é a necessidade de chamar a atenção para si a partir de comportamentos inadequados. Os pais podem começar a perceber no seu filho traços que não eram comuns, como a birra constante ou ações agressivas.

Além disso, a criança começa a apresentar dificuldades para se relacionar com outras, demonstrando insegurança e timidez. 

O desempenho escolar também pode ser afetado, com a falta de atenção, ansiedade e desânimo interferindo nas tarefas e atividades que antes geravam satisfação para a criança. 

Em um cenário como esse, a terapia infantil contribui para direcionar os pais a compreenderem o que está acontecendo com seus filhos, além de indicar o melhor caminho para as crianças recuperarem o equilíbrio emocional. 

O psicoterapeuta age como um guia, orientando os familiares a auxiliar os filhos e transmitir a segurança e o conforto que precisam. 

Além disso, a terapia infantil pode desenvolver o autoconhecimento na criança, auxiliando a atravessar as barreiras de cada fase, como inseguranças, medos e até mesmo crises de ansiedade que se manifestam em decorrência da carência infantil. 

Se o seu filho apresentar alguns dos sinais citados anteriormente, a terapia infantil não precisa ser encarada como uma última opção. Assim como os adultos, as crianças também podem precisar de apoio psicológico para se desenvolverem. 

 

LEIA MAIS:  O desafio de administrar as culpas maternas

Onde encontrar terapia infantil em São Paulo?

Criado em 2017, pela psicóloga Fernanda Correa Brito (CRP 06/102387), o consultório de psicologia está localizado próximo ao metrô Santa Cruz, zona sul de São Paulo, e conta com equipe de psicólogas experientes e com diferentes especializações, todas credenciadas no Conselho Regional de Psicologia. 

Além do atendimento presencial, a Desenvolviver oferece a psicoterapia online para adultos, crianças e adolescentes. Para agendar a sua consulta, ligue (11) 98229-5799 ou mande um e-mail para recepcao@desenvolviver.com

Fernanda Brito

Fernanda Brito

Idealizadora e supervisora clínica da Desenvolviver, com especialização em Psicanálise Clínica e forte experiência em psicologia escolar e RH. Também promove palestras em empresas e eventos pelo Brasil, falando sobre temas como ansiedade, depressão, conflitos familiares, estresse pós-traumático, bullying, entre outros.

Newsletter

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat