A psicologia pode auxiliar crianças com dificuldade de aprendizagem?

por | out 10, 2019 | Psicoterapia Infantil | 0 Comentários

Pais e professores precisam identificar desde cedo se a criança apresenta alguma dificuldade de aprendizagem. Este tipo de obstáculo pode prejudicar o desenvolvimento dos pequenos e a relação com os demais grupos sociais ao longo da vida.

Filhos que apresentam dificuldade de aprendizagem tiram o sono de muitos pais. Em certos casos, a metodologia adotada pela escola ou o relacionamento entre o aluno e o professor pode estar dificultando o bom desempenho escolar.

Outras questões, como problemas no ambiente familiar ou distúrbios neurológicos, também podem ser obstáculos diretos e indiretos para o aprendizado adequado.

Por este motivo, ao perceber que a criança possui dificuldade de aprendizagem, é importante os pais procurarem ajuda especializada. Uma delas é o psicólogo, que saberá utilizar uma metodologia lúdica para entender as causas do problema e ajudar na definição das melhores soluções.

LEIA MAIS: Psicologia infantil: como é feita a terapia com crianças

 

Conheça alguns sinais de dificuldade de aprendizagem

Logo no início da atividade escolar é possível diagnosticar algum tipo de dificuldade de aprendizagem nas crianças. De uma maneira geral, elas apresentam:

  • Baixo desempenho nos estudos
  • Dificuldade para compreender enunciados
  • Absorção superficial do que o professor diz
  • Escrita ou elaboração incorreta ou dificultosa de contas simples
  • Irritabilidade fácil na hora de executar as tarefas

Essas ações podem ser ocasionadas por falta de atenção ou ansiedade, problemas desenvolvidos a partir de traumas vividos dentro de casa (brigas, violência verbal ou separações) ou por alguns distúrbios de aprendizagem. Conheça cinco deles:

Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH): o aluno geralmente não presta atenção, não escuta as outras pessoas ou não segue instruções, não consegue ficar sentado na cadeira dentro da sala de aula e não brinca calmamente.

Dislexia: distúrbio que leva o aluno a ter dificuldade de compreender o que lê. Também pode apresentar dificuldades para copiar textos de livros e lousas ou para desenvolver a coordenação motora.

Discalculia: dificuldade para realizar qualquer tipo de atividade que envolva números de forma direta ou indireta, como realizar operações, classificar e organizar.

Disgrafia: quando há dificuldade na área da escrita. Neste caso, o aluno comete erros de ortografia, invertendo, omitindo ou acrescentando letras.

Dislalia: este distúrbio se refere aos problemas de fala e o aluno apresenta dificuldade para emitir alguns sons.

Quando a criança percebe que não consegue acompanhar os coleguinhas na sala de aula, muitas vezes perde o interesse pelos estudos e até mesmo a vontade de ir à escola. Portanto, a dificuldade de aprendizagem também pode ser expressada dessa forma.

 

O papel dos pais no diagnóstico de dificuldade de aprendizagem

Antes mesmo de a criança ingressar na escola, ela já pode comerçar a dar sinais de que não consegue absorver os ensinamentos adequadamente, embora geralmente a dificuldade de aprendizado seja evidenciada na sala de aula.

Por este motivo, os pais precisam monitorar o dia a dia de seus filhos na escola. Acompanhar de perto a lição de casa é o primeiro passo.

Além disso, a adoção da agenda pelas escolas, como forma de comunicação entre professores e pais, facilita e muito a vida dos pais que desejam entender as conquistas e dificuldades de seus filhos.

Entretanto, há pais que esperam que a dificuldade de aprendizagem seja algo pontual ou passageiro e não buscam ajuda ou intervenção.

Essa resistência não é benéfica para a criança, pois a dificuldade de aprendizagem atrapalha o desenvolvimento na escola, primeiramente, resultando em reprovações, baixo rendimento e abandono escolar, mas também podem acarretar em problemas na vida adulta, como baixa autoestima e falta de oportunidades.

Portanto, quanto mais cedo a dificuldade de aprendizado for identificada, mas rápidas as medidas serão tomadas para auxiliar a criança a se tornar um adulto bem-sucedido.

Como procurar ajuda?

Ao perceber que o filho não se desenvolve na escola como deveria, é importante que os pais procurem inicialmente o coordenador pedagógico para que ele possa investigar o problema juntamente com o professor e buscar a melhor forma de resolvê-lo.

Aliado ao trabalho dos professores para solucionar a dificuldade de aprendizagem, é importante procurar um psicólogo para que ele possa ajudar a criança a lidar com a ansiedade e outros sentimentos desencadeados pelo mau desempenho escolar.

Para casos como este e outras questões enfrentadas pela criança, você pode contar com a clínica de psicologia Desenvolviver.

Criado em 2017, pela psicóloga Fernanda Correa Brito (CRP 06/102387), o consultório de psicologia está localizado próximo ao metrô Santa Cruz, zona sul de São Paulo, e conta com equipe de psicólogas experientes e com diferentes especializações, todas credenciadas no Conselho Regional de Psicologia.

Além do atendimento presencial, a Desenvolviver oferece a psicoterapia online. Para agendar a sua consulta, ligue (11) 98229-5799 ou mande um e-mail para recepcao@desenvolviver.com.

Para ler outros assuntos sobre o universo da psicoterapia, clique aqui.


Fernanda Brito

Fernanda Brito

Idealizadora e supervisora clínica da Desenvolviver, com especialização em Psicanálise Clínica e forte experiência em psicologia escolar e RH. Também promove palestras em empresas e eventos pelo Brasil, falando sobre temas como ansiedade, depressão, conflitos familiares, estresse pós-traumático, bullying, entre outros.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *